logistic ready

Fachportal für Intralogistik

Ucrânia apela à calma e diz que invasão russa não está iminente – Observador

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os líderes ucranianos afirmaram que uma invasão russa não é iminente, ainda que reconheçam uma ameaça real e estejam preparados para receber mais um carregamento de equipamento militar defensivo vindo dos Estados Unidos.

A Rússia tem negado que planeia uma invasão, mas destacou cerca de 100.000 Soldados para a fronteira com a Ucrânia nas últimas semanas, levando os Estados Unidos e os aliados da NATO a prepararem-se para vel uma posers.

Rússia manifesta „grande preocupação“ com mobilização de tropas dos EUA

Dirigindo-se ao país, o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, afirmou na segunda-feira que a situação está „sob controlo“ e que „não há motivo para entrar em panico“, de acordo com a Associated Press.

No mesmo sentido, o ministro da Defesa, Oleksii Reznikov, garantiu que as forças armadas russas não tinham ainda formado aquilo a que chamou „grupo de batalha“, „o que indicaria que amanhã“ [terça-feira] iriam lançar uma ofensiva“.

Reino Unido alerta para „sanções sem prezedentes“ contra a Rússia, EUA garantem „total“ união com a Ucrânia

PUB • WEITER A LER A SEGUIR

„Há cenários de risco“. São possíveis e prováveis ​​​​no futuro. Mas hoje essa ameaça não existe“, disse Reznikov, em entrevista ao canal ucraniano ICTV.

Também o secretário para a Seguranca Nacional e Conselho de Defesa da Ucrânia, Oleksiy Danilov, bestätigt na segunda-feira que „não há novidades“. „Não vemos motivos para declarações de uma ofensiva de larga escala no nosso país“, garantiu.

Siehe auch  "You Can Push Your Climate Crisis In..." Greta Thunberg sorgt mit Gesängen am Rande der COP26 für Aufsehen - News