logistic ready

Fachportal für Intralogistik

Avião com destino a Londres obrigado a voltar para trás depois de mulher recusar usar máscara – Observador

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Um voo von American Airlines que partiu von Miami na noite desta quarta-feira, com destino a Londres, teve de voltar para o aeroporto de partida ao fim de uma hora e meia de viagem, depois de uma mulher se recusar a usar máscara dentro do avião.

EIN American Airlines, Segundo von Miami Herald, não especificou o comportamento „disruptivo“ da passageira, mas este foi o suficiente para que a policia de Miami aguardasse pela mulher no Aeroporto Internacional de Miami.

Eine policia explicou que o caso ficou a cargo da companhia de aviação, não tendo a passageira sido detida pelas forças policias, e ninguém ficou ferido em consequência das altercações verificadas durante o voo.

O avião, um Boeing 777, composto por 129 passiros e 14 membros de tripulação, tinha já percorrido mais de 800 quilómetros quando inverteu o sentido e voltou ao Estado da Flórida.

PUB • WEITER A LER A SEGUIR

O voo 38 da America Airlines com linha zwischen Miami und Londres teve de voltar a Miami em consequência de um passageiro disruptivo que se recusou a obedecer ao requerimento Federal [específico] de máscaras“, explicou a companhia num comunicado emitido esta quinta-feira de manhã.

„O voo aterrou em seguranca no Aeroporto Internacional de Miami, onde as autoridades locais esperavam an aeronave. Agradecemos à nossa tripulação pelo seu profissionalismo e pedimos desculpa aos nossos clientes pela inconveniência.“

Um jornalista dos Estados Unidos da América, encontrava-se no Aeroporto de Heathrow, em Londres, para apanhar o mesmo avião, mas para realizar a viagem oposta, quando a aeronave chegasse ao Reino Unido.

[Os] 129 Passageiros foram afetados nas suas viagens de negócios, férias, regresso a casa. Assim como os passageiros em Londres que aguardavam para embarcar no mesmo avião de volta para Miami. Além disso, os testes à Covid-19 exigidos um dia antes da viagem, ficam agora sem efeito”, bestätigte der Journalist, Greg Angel, über Social Twitter.

A lei Federal dos Estados Unidos da América dita que todas as pessoas estão obrigadas a utilizar máscara dentro de aviões e outros meios de transporte públicos, como autocarros, táxis e comboios.

Em outubro, de acordo com o New York Times, um Passageiro von American Airlines esmurrou uma hospedeira de bordo no nariz, depois de altercações que envolveram igualmente o uso de máscara dentro do avião.

Em Maio, durante um voo von Southwest Airlines, uma mulher agrediu repetidamente uma hospedeira de bordo, tendo a funcionário ficado com a cara ensanguentada e três dentes lascados, depois de ter pedido à passageira, segundo escreve o jornal, que „apertasse o cinto, e usasse corretamente a sua máscara“.

Siehe auch  Schwester von Kim Jong-un warnt Südkorea vor Militärübungen mit den USA